Sua lista de desejos está vazia
Seu carrinho está vazio
Fashion Shows
FW 2021 Womenswear

FW 2021 Womenswear

Possible Feelings II: Transmute

A Coleção Feminina Prada Outono/Inverno 2021 de Miuccia Prada e Raf Simons se inspira na ideia de mudança e transformação, na abertura de possibilidades. Uma fusão entre temas e intenções díspares reflete a natureza da humanidade: uma crença no fato de que homens e mulheres mantêm o masculino e o feminino dentro de si. Esta coleção explora o espaço que existe entre os opostos convencionais, o ponto transmutado entre a simplicidade e a complexidade, a elegância e a praticidade, a limitação e a liberação.

Interseções Prada

Uma conversa com Miuccia Prada e Raf Simons, com as participações de Lee Daniels, Richie Hawtin (também conhecido como Plastikman), Marc Jacobs, Rem Koolhaas e Hunter Schafer. Moderada por Derek Blasberg
Prada Intersections

A coleção

A liberdade de transgredir os limites da convenção é refletida na liberdade do corpo, em sua energia, delineada por corpetes justos em malha jacquard com elastano, representações e substituições da pele exposta. A ênfase no corpo serve para destacar a ação, a atividade, ressaltada ainda mais pelas peças com suavidade e tranquilidade inerentes. A atitude do movimento, transposta. Pregueados e franzidos valorizam os vestidos. Ternos de alfaiataria expressam um classicismo universal. Paradoxalmente, as fendas permitem vislumbres do corpo, sem restrições. A liberdade física reflete uma ideologia.

As roupas são traduzidas de uma intenção para outra. O decorativo pode se tornar funcional, o pragmático pode se tornar decorativo. Há uma troca entre suas linguagens essenciais. O óbvio é recriado, os vestidos sociais se tornam macacões utilitários e os casacos de alfaiataria são propostos em cores vivas ou com lantejoulas, transformando-se entre propósitos antônimos. Os agasalhos retilíneos se transformam, sua arquitetura pura se transmuta na base para novas formas de outerwear. Confeccionados em re-nylon e jacquard, pele sintética e lantejoulas, eles mantêm um gesto de fechamento, outra ação, simbolizando, simbioticamente, proteção e graça.

O local do desfile

A materialidade permite a contradição. Os tecidos tradicionalmente vinculados aos gêneros são recontextualizados. O embelezamento é estrutural, econômico, e as combinações e justaposições de superfícies evocam uma tensão. Isto se reflete no ambiente cheio de texturas, que envolve as modelos. Elas se movem entre espaços dentro de uma paisagem interna, vazios de pele sintética e mármore de Rem Koolhaas e do AMO, com um ambiente sonoro original criado por Richie Hawtin, também conhecido como Plastikman. A conotação dessas combinações insistentes é desafiar as divisões entre propósito e intenção. Elas são a expressão tangível das diferenças reunidas, para representar uma liberdade.

Com o objetivo de dar vida nova aos componentes das instalações e promover o upcycling, o Grupo Prada comprometeu-se, a partir do desfile masculino Prada Outono/Inverno 2021, a recolher e distribuir os materiais utilizados nas montagens dos desfiles a terceiros. A iniciativa incluiu a seleção dos melhores parceiros globais dedicados à coleta e recuperação de resíduos próximo aos locais dos eventos do Grupo, e com a missão de oferecer materiais a profissionais e estudantes para diferentes fins de reutilização, como Spazio Meta em Milão e La Réserve Des Arts em Paris.

Veja o local do desfile em 3D

A música

A trilha sonora do desfile feminino Outono/Inverno 2021, criada por Richie Hawtin, também conhecido como Plastikman, evolui em duas fases distintas. Batidas hipnóticas sincronizadas dão as boas-vindas a um ambiente de intimidade e sensualidade para, na segunda parte, se desenvolverem em um ritmo de percussão mais divertido e com uma carga sensual.