Fashion Shows

Coleção Feminina Primavera/Verão 2014

Prada apresenta “In the Heart of the Multitude”, com as obras de quatro muralistas e dois ilustradores nas paredes do desfile feminino Primavera/Verão 2014

Em 19 de setembro de 2013, a Prada apresentou “In the Heart of the Multitude”, um novo projeto em sua longa tradição de colaborações criativas. Como parte do ambiente do desfile feminino Primavera/Verão 2014, a Prada convidou os muralistas Miles “El Mac” Gregor, Mesa, Gabriel Specter e Stinkfish, e os ilustradores Jeanne Detallante e Pierre Mornet, para abordar temas como feminilidade, representação, poder e multiplicidade nas paredes do local do desfile na Via Fogazzaro em Milão.

O conceito surgiu de um interesse na arte política dos murais de muralistas mexicanos como Diego Rivera, David Alfaro Siqueiros e José Clemente Orozco, combinados com a exploração contínua de instalações de parede em larga escala no Epicentro Prada na Broadway e em outros locais em todo o mundo. Juntamente com a 2x4, empresa de design com sede em Nova York e colaboradora criativa de longa data, a Prada realizou uma pesquisa global e contratou esses seis jovens artistas e ilustradores, conhecidos por seu estilo distinto, sensibilidade às cores e abordagem à representação figurativa, para trabalharem diretamente no espaço do desfile. As paredes foram remodeladas para maximizar a variação estrutural e para fornecer vários planos nos quais os artistas pudessem realizar seus trabalhos.

O conceito espacial geral criado pelo AMO, parceiro criativo da Prada, como uma inversão da configuração tradicional do desfile, apresenta uma rua estilizada que circunda uma ilha central de formato irregular. Em vez de olhar para uma passarela central, o público está sentado na ilha, olhando para os murais que adornam as paredes externas. A paisagem urbana é povoada por modelos que caminham sob e na frente de grandes blocos, alguns até pairando sobre suas cabeças.

As paredes salientes, quase expressionistas, alteram radicalmente o senso de escala do ambiente. A passarela é revestida com borracha industrial como uma referência à rua urbana e os murais, com escala dramática e cores vibrantes, emprestam uma classe exuberante às paredes circundantes.

Os muralistas que trabalham no local do desfile em Milão utilizam aerossol, tinta e aguarrás. O espaço geral tomou forma lentamente quando cada um escolheu um espaço na parede e começou a trabalhar. A camada cinza foi substituída por retratos transmitidos e coloridos de forma fantástica, enquanto cada um interpretava os temas amplos à sua maneira. À medida que o trabalho foi sendo realizado gradualmente, a justaposição dinâmica de estilo e técnica foi sendo revelada.

“O aspecto fascinante deste projeto foi não apenas identificar e trabalhar com cada indivíduo”, diz Michael Rock, fundador do 2x4, “mas imaginar o trabalho de todos os seis juntos em uma conversa. De muitas maneiras, este projeto contradiz a condição cultural predominante de que todos estão em outro lugar, conectando-se através das mídias sociais, enviando arquivos por e-mail e conversando pelo Skype. Ao insistir em pinturas reais em vez de reproduções digitais, Miuccia Prada está incentivando a energia criativa que só pode acontecer quando todos estão trabalhando juntos no mesmo espaço. É uma experiência fundamentalmente diferente.”

“É emocionante estar aqui em Milão, pintando com outros artistas. Há muito talento aqui”, observa o artista Miles Gregor, de Los Angeles, conhecido por seu nome de rua: El Mac. “E obviamente em Milão você está cercado por uma forte história de design, moda, arte e cultura, por isso é inspirador ser influenciado por essa energia.”